Paris, Milão, Tóquio, NY: com estreia de Prada, saiba quem desfila quando e onde na temporada Cruise 18

Por Gabriela Balberde –

Louis Vuitton, Cruise 2017 ©Agência Fotosite

Maio se tornou recentemente o mês em que acontecem os desfiles Cruise. A temporada que se aproxima, com as coleções para 2018, será aberta pela Chanel, dia 03.05, em sua cidade-sede, Paris. A diferença dos desfiles das coleções intermediárias é que não estão reunidos em uma única semana e numa mesa cidade. Eles acabaram se tornando um momento para as grandes marcas fazerem grandes shows em diversas cidades e locações estratégicas pelo mundo.

Demorou um pouco até que Miuccia Prada se rendesse aos desfiles de Cruise. Nesta temporada, ela apresentará seu Resort 18 pela primeira vez em uma passarela dedicada somente a esta coleção. Antes, essas coleções eram apresentadas junto aos desfiles masculinos da marca, durante a semana milanesa de moda masculina.

Pode-se até pensar por um momento que a Prada seguiria o caminho de Chanel, Dior e Louis Vuitton e fizesse um desfile em uma grande locação em algum lugar do mundo. Mas não. Miuccia preferiu fazer uma apresentação para poucos. O desfile, que acontece em 07.05 no L’Osservatorio da Fondazione Prada, em Milão, terá cerca de 250 convidados.

Em Los Angeles, na Califórnia, Maria Grazia Chiuri irá apresentar no dia 11.05 a sua primeira coleção Cruise para a Dior.

Nicolas Ghesquière, que ano passado trouxe o Cruise 17 da Vuitton para Niterói no Rio de Janeiro, vai para o outro lado do mundo e apresenta o Cruise 18 da marca francesa no dia 14.05, em Tóquio.

A Valentino, que apresentou em janeiro deste ano o seu Pre-Fall em NY, volta à cidade para o desfile Cruise 18, que acontece no dia 23.05.

Já a Gucci, escolheu o dia 29.05, voltando às origens e desfilando na Galeria Palatina, no Palácio Pitti , em Florença, sua cidade-sede. O desfile é parte de um projeto cultural com a Galeria Uffizi e a capital toscana, em que a grife doará 2 milhões de euros para restaurar ao longo de três anos os Jardins de Boboli, que são mantidos pela Galeria Palatina.

“Florença é uma referência inquestionável para a Gucci e Alessandro Michele”, disse o presidente e CEO da marca, Marco Bizzari. “Boboli é a Versailles italiana e queremos fazer esses jardins ainda mais importantes”, confessa.

Related posts

Leave a Comment