UFC China: Gastelum “derruba” Bisping no primeiro round

Por Eduardo Calif –

Michael Bisping não parecia empolgado como de costume em sua entrada rumo ao octógono em Xangai, na China. O ex-campeão dos pesos-médios do UFC, que costuma gritar e levantar a torcida durante a caminhada rumo à luta, desta vez estava mais calmo, acenando e tocando as mãos dos fãs no caminho, bem diferente do que fez em toda a sua carreira. Mas Kelvin Gastelum não tinha nada com isso. Mostrando motivação e concentração, o americano não deu chances ao inglês e, com um duríssimo direto de esquerda, conseguiu um belo nocaute, aos 2m30s do primeiro round, chegando à sua 14ª vitória em 18 lutas e se credenciando a ser um dos próximos desafiantes ao cinturão. Já Bisping sofreu nona derrota em 39 lutas, apenas a terceira por nocaute.

Kelvin Gastelum acerta o direto de esquerda que nocauteou Michael Bisping no UFC China

Esse é o maior momento da minha vida, e vou tentar não chorar. Tenho o máximo respeito por Michael Bisping. Ouvi dizer que estão precisando de alguém para enfrentar Robert Whittaker na luta principal em Perth, em fevereiro, na Austrália. Eu estou dentro! – disse Gastelum após a luta.

Conformado com a derrota, Bisping brincou dizendo que está ficando velho, mas não quis adiantar se farpa sua última luta em Londres, no evento do dia 17 de março de 2018.

– Eu estava me divertindo, venho fazendo isso há muito tempo. Estou ficando velho. Deus abençoe Kelvin Gastelum e os fãs da China. Me desculpem – disse Bisping, que não parecia estar tão chateado com a derrota.

A luta

A luta começou com Gastelum cercando Bisping, que tentava manter a luta na média distância, para evitar o wrestling do americano. A luta se manteve equilibrada até que Gastelum conseguiu encaixar uma combinação de jab e direto de direita e esquerda que atingiu em cheio a cabeça do ex-campeão. Bisping caiu já inconsciente. O árbitro Marc Goddard ainda permitiu que Gastelum acertasse alguns golpes com o inglês caído antes de interromper a disputa, declarando o nocaute.

Li Jingliang nocauteia Zak Ottow e “vai pra galera”

Maior nome da China no UFC, o meio-médio Li Jingliang teve uma atuação arrasadora contra o americano Zak Ottow. Mostrando muita evolução, Jingliang dominou a luta e conseguiu o nocaute técnico após uma série de golpes aos 2m57s do primeiro round. Após a luta, o lutador pulou a grade do octógono e foi em direção à esposa e a filha, que estavam na plateia, para abraçá-las e beijá-las. Esta foi a quarta vitória seguida de Jingliang no UFC, e a 14ª em 18 lutas na carreira. Já Ottow sofreu a quinta derrota em 20 lutas.

Li Jingliang nocauteou Zak Ottow no primeiro round no co-evento principal do UFC China (Foto: Getty Images)

Li Jingliang nocauteou Zak Ottow no primeiro round no co-evento principal do UFC China 

A luta começou estudada por parte dos dois lutadores, mas Jingliang tomou a iniciativa do combate e, na primeira oportunidade que teve de golpear Zak Ottow, ele o fez mostrando poder de nocaute. Após conseguir o knockdown, o chinês partiu para cima do rival e desferiu uma série de golpes no chão, não dando alternativa ao árbitro Herb Dean a não ser encerrar a luta.

Wang Guan luta sério e vence um displicente Alex Caceres

Com uma atuação segura, o peso-pena chinês Wang Guan venceu o americano Alex Caceres por decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29 e 29-28), na penúltima luta do UFC China. Esta foi a 17ª vitória do chinês em 19 lutas, enquanto o americano sofreu a 11ª derrota em 25 lutas.

Wang Guan golpeia Alex Caceres na sua vitória no card principal do UFC China (Foto: Getty Images)

Wang Guan golpeia Alex Caceres na sua vitória no card principal do UFC China 

Alex Caceres começou a luta rindo, e lutando de forma displicente, chutando sem colocar a mão como proteção da cabeça. Wang Guan aproveitou-se disso e aplicou dois bons golpes de direita. Logo em seguida, uma situação inusitada aconteceu: os dois lutadores acertaram ao mesmo tempo joelhadas na região genital um do outro, e ambos precisaram de de alguns minutos para se recuperar. Na volta à luta, Guan acertou um forte golpe de encontro que abalou o americano. O chinês tentou se aproveitar da vantagem, mas Caceres travou a luta para se recuperar. Nos segundos finais do round, Guan acertou mais um golpe forte de esquerda e derrubou Caceres, aplicando uma sequência dura de socos em seguida. O americano foi salvo pelo gongo, e teve muita dificuldade de ir para o seu córner, mas recuperou-se no intervalo.

Na volta para o segundo round, Guan continuou mostrando superioridade, e quase conseguiu um novo knockdown. Já sem o sorriso no rosto, Caceres buscava se reencontrar na luta, mas tinha dificuldade de encontrar a distância para golpear o chinês. Guan, por sua vez, era mais efetivo nos golpes e somava pontos importantes na luta. O terceiro round teve a mesma característica dos anteriores, com Guan aproveitando os contragolpes e golpes de encontro, conseguindo o knockdown, e Caceres se movimentando muito, mas sendo pouco eficiente em seus ataques.

Alex Garcia finaliza Muslim Salikhov na abertura do card principal

Com uma atuação segura e mantendo a estratégia traçada, o peso-meio-médio americano Alex Garcia abriu o card principal do UFC China com uma vitória por finalização contra o russo Muslim Salikhov. Apostando na luta agarrada, Garcia aplicou um esgana-galo aos 3m22s do segundo round, chegando à 15ª vitória em 19 lutas na carreira. Já Salikhov sofreu apenas sua segunda derrota em 15 lutas na carreira.

Alex Garcia encaixa o esgana-galo e finaliza o russo Muslim Salikhov no UFC China (Foto: Getty Images)

Alex Garcia encaixa o esgana-galo e finaliza o russo Muslim Salikhov no UFC China 

Garcia começou a luta levando Salikhov para o chão, mas o russo conseguiu livrar-se da posição em pouco tempo. De volta à luta em pé, o russo passou a aplicar golpes mais efetivos, como chutes e um soco rodado. Percebendo estar em desvantagem na trocação, o americano tentou levar a luta para o chão, sendo impedido por Salikhov no primeiro momento, mas conseguindo na segunda tentativa. Mais atento à estratégia de Garcia, Salikhov começou a defender mais as tentativas de queda, e passou a golpear mais. Mesmo assim, o americano insistiu em conseguiu levar o russo para o chão, para em seguida dominar suas costas e aplicar um esgana-galo, finalizando a luta e comemorando muito sobre a grade do octógono.

Related posts

Leave a Comment