Modelo oferece ‘segredos de Estado’ da Rússia em troca de liberdade

Por Redação –

Ela alega ter um caso com o bilionário russo Oleg Deripaska, que supostamente teria trabalhado com Paul Manafort dez anos antes de Trump contratá-lo para coordenar a campanha presidencial

Amodelo do Instagram, Anastasiya Vashukevich conhecida como “Nastya Rybka”, juntamente com o “sex-guru” Aleksandr Kirillov, foram detidos em Pattaya (Tailândia) por realizarem aulas de sexo sem permissão de trabalho.

Vashukevich, que também foi acusada de entrar ilegalmente no país e permanecer após o vencimento do visto, declarou que tem informações privilegiadas sobre o suposto envolvimento da Rússia na campanha eleitoral de Donald Trump, bem como algumas vagas histórias sobre oligarcas russos. Temendo pela sua vida, ofereceu trocar uma “evidência” por sua liberdade, embora não esteja claro se há de fato alguma comprovação.

+ Putin: ‘Novo míssil sem limite de alcance terá trajetória imprevisível’

Segundo sua versão, ela teve um caso com o bilionário russo Oleg Deripaska, que supostamente teria trabalhado com Paul Manafort dez anos antes de Trump contratá-lo para coordenar a campanha presidencial.

Quando ela pediu proteção aos EUA contra a Rússia em sua conta do Instagram, afirmando que “eles vão nos matar”, usuários das redes sociais argumentaram que essa história era maluca, e que ela estava fazendo de tudo para “impulsionar seu perfil”. Embora houvesse aqueles que levaram suas palavras a sério.

Em 25 de fevereiro, Vashukevich foi presa junto com outras nove pessoas, incluindo Kirillov, em um resort tailandês em Pattaya, enquanto dava aulas de sexo aos turistas russos. Com informações do Sputnik..

 

Related posts

Leave a Comment