‘Jovens gays vão se ver no filme’, diz autora de ‘Com Amor, Simon’

Por Rodrigo Silva –

Becky Albertalli acertou em cheio: seu primeiro livro, Com Amor, Simon (tradução de Regiane Winarski; Intrínseca; 272 páginas; 34,90 reais, o impresso e 22,90 reais, o digital) teve direitos adquiridos e virou filme, com estreia agora em algumas cidades do país e no restante do Brasil no dia 5 de abril. A trama acompanha um jovem gay de 17 anos durante o Ensino Médio, que se apaixona por um colega de sala anônimo, com quem conversa por e-mail.

Formada em psicologia, a autora americana defende o surgimento de novas ficções com personagens LGBT. “Há muitas crianças que vão ver a si mesmas nesses livros e filmes. Eu mesma cresci sem ver certos aspectos da minha identidade representados na arte ou na mídia”, afirma em entrevista a VEJA. Ver-se representado, diz, dá força para o jovem assumir a sua singularidade. Ninguém é igual a ninguém, afinal de contas.

De fato, Becky diz ter recebido relatos de adolescente que assumiram a sexualidade para a família e amigos depois de ler o livro. “Eu recebo e-mails e mensagens nas redes sociais de pessoas que se viram no Simon e é muito especial, como uma autora, ter esse tipo de feedback.”

Com Amor, Simon, o filme, conta com os atores de 13 Reasons Why, Katherine Langford e Miles Heizer, e será protagonizado por Nick Robinson (Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros). A direção é de Greg Berlanti, produtor americano assumidamente gay, que trabalhou em séries de TV como ArrowFlash e Supergirl.

Related posts

Leave a Comment