UFC Glendale: Poirier supera Gaethje e brasileiros vencem

Por Leonardo Sambaqui –

Com bons combates e uma “legião” de brasileiros em ação, o UFC on Fox 29 foi realizado neste sábado (14), em Glendale, nos Estados Unidos. Na luta principal, em combate com trocação insana, Dustin Poirier foi superior e nocauteou Justin Gaethje no quarto round, em uma luta espetacular. No co-main event, Alex Cowboy e Carlos Condit travaram uma verdadeira batalha, que terminou com a vitória do brasileiro por finalização no segundo assalto.

Ainda no card preliminar, duas lutas foram para a decisão dos árbitros. Após três rounds de um duelo bem equilibrado, Michelle Waterson derrotou Cortney Casey por decisão dividida dos jurados. O mesmo aconteceu no confronto entre Israel Adesanya e Marvin Vettori, onde o nigeriano saiu vencedor e segue invicto no MMA, agora com 13 vitórias.

Quatro brasileiros estiveram em ação no card preliminar do UFC Glendale. Abrindo a participação verde e amarela no evento, Dhiego Lima foi derrotado por Yushin Okami na decisão unânime dos jurados e agora se encontra em situação de risco no Ultimate. Logo depois, Gilbert Durinho conquistou a primeira vitória do Brasil no evento ao derrotar Dan Moret no segundo round. Nos moscas, em luta polêmica, Wilson Reis foi superado por John Moraga na unanimidade dos árbitros. Fechando o card preliminar, Antônio Cara de Sapato teve grande atuação e finalizou Tim Boetsch ainda no primeiro assalto.

Poirier vence Gaethje em luta insana

Como esperado, o começo do confronto entre Dustin Poirier e Justin Gaethje começou de forma intensa na trocação. Entre diversos golpes aplicados no primeiro round, Poirier saiu em clara vantagem por conta do maior volume de golpes, com alguns deles entrando em cheio no rosto do seu oponente. No segundo assalto, Gaethje resolveu “entrar” na luta, mas seguiu sendo bastante golpeado por Dustin, que continuou com um volume maior de golpes.

No terceiro round, Justin Gaethje cresceu na luta e, com boas sequências de chutes e socos, foi frustrando as principais ações de Poirier. No entanto, Justin, em duas oportunidades, acertou o dedo no olho do adversário, e com isso, foi punido com a perda de 1 ponto. No quarto assalto, Dustin Poirier definiu o combate logo no início. Em mais uma sequência avassaladora de golpes, o americano deixou Gaethje “tonto” e forçou a interrupção do árbitro Herb Dean, declarando a vitória de “Diamond”, que conquistou sua segunda vitória consecutiva na organização.

Herb Dean, declarando a vitória de “Diamond

Cowboy trava batalha com Condit e vence por finalização

Usando e abusando da movimentação, Alex Cowboy começou melhor e, após conectar alguns golpes, conseguiu a queda sobre Carlos Condit. Após alguns momentos por cima, o brasileiro viu a posição se inverter e passou os últimos segundos em apuros, quase sendo finalizado pelo americano. No segundo assalto, logo no início, Alex derrubou novamente e aplicou golpes importantes. No entanto, repetindo o que aconteceu no round anterior, Carlos reverteu a posição e conectou golpes importantes.

 

Em mais uma reviravolta na luta, o Cowboy definiu a luta. Quando estava por baixo, o brasileiro deu uma “pedalada” certeira em Condit, que sentiu o golpe. Com isso, Alex ficou por cima e, com isso, aplicou uma justa guilhotina, que demorou a surtir efeito, mas forçou os três tapinhas do americano, que sofre sua quarta derrota consecutiva. Já o brasileiro se recupera da derrota para Yancy Medeiros em sua última apresentação.

Cara de Sapato finaliza e segue em grande fase

O confronto começou com bons momentos na trocação e com Antônio Cara de Sapatomostrando boa movimentação nos golpes que aplicava. Conhecido por sua mão direita pesada, Tim Boetsch chegou a conectar um bom cruzado, mas sem frustrar o brasileiro. O campeão do TUF Brasil 3 partiu para a luta agarrada e, após insistir, estabilizou a posição, grudou nas costas do americano e finalizou no mata-leão ainda no primeiro round, emplacando sua quinta vitória consecutiva na organização.

John Moraga supera Wilson Reis e vence terceira seguida

Wilson Reis e John Moraga travaram um combate de muito equilíbrio no card do UFC Glendale. Lutando em casa, o americano, que tem um bom nível na luta de chão, assim com o brasileiro, começou melhor. No segundo assalto, muita disputa entre os dois lutadores, sem margem exata para um vencedor na parcial. No terceiro e último round, Wilson foi superior e terminou o embate grudado nas costas do seu oponente e golpeando. O confronto foi para a decisão dos jurados, que deram a vitória por unanimidade para Moraga, que conquistou seu terceiro triunfo consecutivo. Já o brasileiro, na contramão do seu adversário, amargou a terceira derrota seguida.

Durinho aplica belo nocaute e vence segunda seguida

Bem confiante na trocação e movimentando-se bem no cage, Gilbert Durinho começou a luta apostando nos chutes altos sobre Dan Moret, que por sua vez, quando se aproximava na trocação, levava perigo ao brasileiro. Na reta final, Durinho aplicou duas quedas consecutivas e contabilizou pontos importantes no round. No segundo assalto, Gilbert definiu o duelo com estilo. Após uma boa sequência de golpes na luta em pé, o faixa-preta de Jiu-Jitsu mostrou que está com sua mão pesada afiada e, de forma espetacular, nocauteou Moret, emplacando sua segunda vitória consecutiva por nocaute no Ultimate.

Okami domina Dhiego Lima e volta a vencer no UFC

Com o retrospecto de uma vitória e quatro derrotas no Ultimate, Dhiego Lima tinha o desafio contra Yushin Okami como extremamente decisivo para seu futuro na organização, no entanto, amargou mais um revés. O brasileiro encontrou pela frente uma estratégia muito bem traçada pelo japonês, faixa-preta de Judô, que “amassou” o goiano na luta de chão ao longo dos três rounds e, desta forma, saiu vencedor por decisão unânime dos jurados, recuperando-se do resultado negativo em sua última luta. Já Dhiego sofre mais uma derrota e não vence um duelo desde 2016.

Related posts

Leave a Comment