Veja as cinco piscinas naturais mais lindas do mundo

Por Vivian Ajala –

Essas paisagens ao redor do mundo comprovam: não é só o Brasil que vive de “bonito por natureza”.

Havasu Falls – Arizona, EUA

Considerada uma das cachoeiras mais bonitas do mundo, a Havasu Falls está na região do Grand Canyon, no Arizona. O nome do fenômeno significa águas verdes e azuis, sendo essa uma ótima definição, já que é difícil distinguir a real cor da água. Seus tons turquesa, que caem de 37 metros de altura, contrastam com o marrom das rochas formando uma paisagem surpreendente. Mas ver tamanha beleza não é das coisas mais fáceis! É preciso percorrer uma trilha de 19 quilômetros, que pode ser feita a pé, a cavalo ou de helicóptero, saindo de Hualapai Hilltop até a aldeia Supai (comunidade da região).

Kuang Si Falls – Luang Prabang, Laos

As piscinas das cachoeiras Kuang Si são imagens dignas de cartões-postais. Chamam a atenção principalmente pelas cores que oscilam entre o azul-turquesa e o verde-esmeralda. As águas do Rio Nam Xi viajam 5 quilômetros desde a sua base até chegar à cascata de 25 metros de altura de Kuang Si, e fluem nas piscinas naturais formadas pela grande enxurrada da queda d’água. Apesar de ser supergelada, é recomendado fazer o fish spa de forma natural, em que os peixes nadam em direção aos pés das pessoas, para consumir a pele morta ou afetada por qualquer doença.

To Sua Ocean Trench – Lotofaga, Ilhas de Samoa

As Ilhas de Samoa situam-se no sul do Oceano Pacífico, entre o Havaí e a Nova Zelândia, e é lá que fica a To Sua. O nome significa “grande buraco”, pois trata-se de uma piscina de águas calmas, cristalinas e naturais. Rodeada por uma imensa vegetação de jardins coloridos e verde exuberante, é um lugar também para ser admirado. O acesso a esse paraíso se dá por uma escada de cerca de 30 metros que permite chegar a uma plataforma fixa e relaxar na calma do cenário. Em uma pequena parte do mundo, uma das mais belas paisagens.

Blue Lagoon – Reykjavik, Islândia

Situada em um campo de lava a 45 minutos da capital Reykjavik, a Blue Lagoon se destaca por ser uma piscina natural diferente de qualquer outra. A famosa lagoa tem mais de 6 milhões de litros de água geotérmica, é rica em sílica e em outros compostos minerais que muitos acreditam possuir efeitos anti-idade. E não se preocupe com as bactérias, pois, por conta da temperatura da água, que fica entre 37 °C e 39 °C, elas não conseguem proliferar. Além da fumaça que vem da água, pode-se enxergar também a que sai das usinas geotérmicas da região, que ajudam a produzir energia limpa e renovável.

Pamukkale – Turquia

O nome já diz tudo! Pumukkale, que em turco quer dizer “castelo de algodão”, é um conjunto de piscinas termais de origem calcária dispostas em uma montanha de mais de 200 metros de altura. O famoso nome surgiu devido à precipitação de carbonato de cálcio vindo das águas quentes da montanha e que dão origem às piscinas de mármore travertino. Embora possa ser confundida com neve, não se engane: as temperaturas superam os 40 oC durante o verão. Para preservar a beleza natural, a visita é permitida sem sapatos. Essas incríveis sacadas petrificadas com águas azuis é algo para se admirar sem cansar, não é?

Related posts

Leave a Comment