Conheça o império bilionário de bolsas criado por Kate Spade

Por Gabriela Balberde –

A estilista foi encontrada morta em seu apartamento em Nova York, nesta terça-feira (5)

Encontrada morta em seu apartamento nesta terça-feira (5) no apartamento em que vivia na Park Avenue em Nova York, nos Estados Unidos, a estilista Kate Spade, 55 anos, ganhou reconhecimento internacional com sua linha de acessórios, como bolsas e carteiras com logotipo de espada.

A marca Kate Spade Handbags foi criada em 1993 e hoje acumula 140 lojas de varejo nos EUA e mais de 175 unidades espalhadas pelo mundo.

Kate encarava a moda de maneira racional. “Cresci no meio-oeste americano, onde você tem um acessório porque você gosta dele, não porque você considera que deve tê-lo”, disse à Associated Press. “Para os nossos clientes, a moda está no lugar certo na vida deles. É um adorno, não uma obsessão.”

Além das bolsas, ela também criou sapatos, joias e roupas. Depois de nove anos de pausa na carreira — ela vendeu sua empresa para a Neiman Marcus Group por estimados 60 milhões de dólares em 2007, para se dedicar à vida pessoal –, retornou em 2016, com uma marca que leva o nome da filha, Frances Valentine.

Notícias ao Minuto

 

 

No mesmo ano, ela mudou seu sobrenome também para Valentine, afirmando que a mudança ajudaria o público a distinguir entre as marcas Kate Spade New York – que acabou novamente vendida, por 2,4 bilhões de dólares para a Coach, em 2017 – e Frances Valentine.

A morte

A porta-voz da ‘Kate Spade New York’ lamentou a morte da estilista, encontrada com um cachecol enrolado no pescoço e um bilhete ao lado, o que leva a polícia a trabalhar, a princípio, com a hipótese de suicídio.

O comunicado consta que “Apesar de Kate não estar mais ligada à marca há mais de uma década, ela e seu marido e parceiro criativo, Andy, foram os fundadores da nossa querida grife. Kate fará muita falta. Nossos pensamentos estão com Andy e toda a família Spade neste momento”, disse.

Related posts

Leave a Comment