Norte da Itália é indicado como destino tendência na Europa

Por Ana Paula –

Segundo o porta-voz da Lonely Planet, Phil Harper, os destinos são sugeridos pelos colaboradores dos guias e depois passam pelo crivo de jurados

Visitar o norte da Itália, descansar em ilhas gregas ou bater perna no Leste Europeu são algumas das sugestões do guia Lonely Planet para uma viagem à Europa no próximo ano.

Os lugares fazem parte da sexta edição da lista “O Melhor da Europa”, que reúne dez destinos tendência para visitar no continente.

A primeira colocada deste ano foi a região de Emília-Romana, no norte da Itália, terra do queijo parmesão e do presunto de Parma. Recentemente, lá foi inaugurado o parque culinário Fico, em Bolonha.

Segundo o porta-voz da Lonely Planet, Phil Harper, os destinos são sugeridos pelos colaboradores dos guias e depois passam pelo crivo de jurados do grupo, como editores das coleções de livros, revista e site.

A ideia da lista é mostrar tanto lugares novos, ainda não descobertos pelos turistas, quanto destinos conhecidos que receberam novos atrativos. Para isso, são usados critérios como a relevância turística das atrações locais e “elementos surpresa” -o que torna o lugar especial no próximo ano.

Confira a sexta edição da lista “O Melhor da Europa”:

1. Emília-Romana, Itália

A região é casa de algumas das iguarias mais conhecidas da Itália: o ragu, de Bolonha, o presunto de Parma, e o azeite balsâmico, de Modena. Também abriga sedes de montadoras de carros de luxo, como Ferrari, Ducati e Lamborghini.

2. Cantábria, Espanha

Bastante visitada pelas praias, na província há um dos exemplos de arte pré-histórica mais bem preservados da Europa, a caverna de Altamira.

3. Friesland, Holanda

A capital da província, Leeuwarden, foi nomeada a capital europeia da cultura de 2018, título escolhido por países da União Europeia. Com isso, há uma série de eventos culturais planejados para o ano, como uma exposição do artista M. C. Escher, que morou na cidade.

4. Kosovo

O país declarou independência da Sérvia em 2008 e é considerado o mais jovem da Europa. O guia recomenda passar por Prizren, cidade construída no período otomano, e fazer trilhas pelas montanhas dos Bálcãs.

5. Provença, França

Campos de lavanda e mar azul-turquesa são alguns dos motivos que fizeram a região famosa no mundo.

6. Dundee, Escócia

É a quarta maior cidade da Escócia (depois de Glasgow, Edimburgo e Aberdeen) e durante os últimos 30 anos muitos de seus prédios passaram por reforma. Em setembro, será inaugurada uma unidade do museu Victoria and Albert, que tem sede em Londres.

7. Pequenas Cíclades, Grécia

O arquipélago das ilhas Cíclades inclui algumas das mais famosas do país, como Mykonos e Santorini. Já o conjunto das Pequenas Cíclades é formado por ilhas menores e menos badaladas, como Koufonisia.

8. Vilnius, Lituânia

De acordo com a “Lonely Planet”, a capital tem circuito turístico agitado, que vai do centro histórico com arquitetura barroca e guetos judeus da Segunda Guerra Mundial a bairros modernos com galerias de arte, como Uzupis.

9. Vale Vipava, Eslovênia

A região fica no sudeste do país e é uma famosa produtora de vinhos. Hoje, há um circuito de vinícolas butique por lá.

10. Tirana, Albânia

O antigo prefeito da capital e atual primeiro-ministro do país, Edi Rama, incentivou a pintura de prédios antigos com cores fortes e substituição de carros por bicicletas na cidade.

Related posts

Leave a Comment