Confira os 10 melhores vilarejos da Itália

Por Ana Paula –

Lista foi elaborada pelo site de viagens Skyscaner

portal de viagens britânico “Skyscanner” elegeu os dez melhores destinos turísticos da Itália com menos de 35 mil habitantes, levando em conta critérios como a conservação do patrimônio histórico e a manutenção das características arquitetônicas e paisagens originais.

Confira a lista e prepare as malas!

Avise (Vale d’Aosta) – Com seus três castelos (Cré, Blonay e Avise) é uma das pérolas do Vale d’Aosta. O local tem suas raízes na Idade Média, quando era um feudo dos “Senhores de Avise”, uma família de nobres da região. Localizado em uma posição estratégica, a poucos quilômetros de Courmayeur, perto da garganta de Pierre Tailée, a vila era rota de passagem para viajantes que tinham a Gália como destino. O centro histórico, com seus campanários romanescos e torres, merece destaque, além da farta oferta gastronômica, que inclui o Petit Rouge, vinho tinto produzido na região.

Canelli (Piemonte) – Uma das capitais mundiais do vinho, a aldeia, localizada junto às colinas de Langhe e Monferratto é tombada pelo patrimônio cultural pela UNESCO. No vilarejo, o “pai do espumante”, Carolo Gancia, abriu sua adega histórica.

Pode-se explorar também os distritos de Borgo e Villanouva, para descobrir as chamadas “catedrais subterrâneas”, caves que se espalham em rede pela cidade, que a tornam única no mundo.

Noli (Ligúria) – Uma das mais belas aldeias da Riviera di Ponente, em cujo centro histórico foi erguida a primeira prefeitura romana da Ligúria. Noli é uma cidade repleta de monumentos. Afastado do centro histórico, o Castelo Ursino dá um ar medieval à cidade, enquanto a costa da aldeia é caracterizada por um mar azul-turquesa e por uma praia de areia branca em forma de meia-lua.

Lenno (Lombardia)- A cidade é a única representante da Lombardia na lista. A costa Tremezzina, situada na enseada do Golfo de Vênus, é imperdível. O charme dos lagos, combinado com um clima ameno durante todo o ano, permitia o cultivo de oliveiras na época romana. Trata-se de uma vila única, perfeita para ser explorada durante uma visita à província de Como. Além de atrair amantes da gastronomia de todo o mundo, Lenno fascinou também os cineastas por seus belos vilarejos às margens de lagoas. Na Villa del Balnianello, o ator George Lucas filmou cenas do clássico “Star Wars”, no mesmo cenário em que cenas inesquecíveis dos filmes de James Bond foram gravadas.

Molveno (Trentino-Alto Adige) – Cidade localizada os pés dos picos nevados das Dolomitas de Brenta. É o cartão postal de toda a região com tesouros como a Igreja de San Vigilio e a Antica Segheria Taialacqua.

Marostica (Veneto) – Uma joia da província de Vicenza, famosa por suas cerejas, que são celebradas com um grande festival no mês de maio. A cada dois anos, em setembro, um tabuleiro de xadrez gigante é montado na Piazza Castello. As peças do jogo são pessoas vestidas com trajes típicos, que realizam uma disputa de tirar o fôlego. A cidade oferece também dois castelos, longas calçadas para passeios, a Via Mazzini com suas belas lojas, o Doglione e o antigo Arsenal da Serenissima.

Tricesimo (Friuli-Veneza Giulia) – Aldeia de origem romana, cujo nome se refere à lápide localizada aos pés das colinas formadas pelo congelamento do rio Tagliamento. Com destaque para um castelo que se transformou em santuário, a cidade é rica em história medieval e arquitetura religiosa. Na época do Natal, pode-se admirar o presépio ao ar livre mais famoso da região, o de Ara.

Torriana (Emília Romana) – A fortaleza do castelo da cidade lhe rendeu o apelido de “Desolada”, devido à imponência da rocha em que se ergue e pela vista encantadora para o mar, que fez a cidade tornar-se conhecida como “a varanda da Romana”. Possui um extenso patrimônio malatestiano, entre castelos, torres e telas preciosas e está em território tutelado como área de proteção da fauna. Em julho, a região celebra o festival enogastronômico “La Colina dei Piaceri”.

San Miniato (Toscana) – Localizado na província de Pisa, é famoso por suas trufas brancas, que são homenageadas todos os anos, em novembro, com uma mostra-mercado. Em 1954, a maior trufa do mundo, com 2.520 quilos, foi encontrada na cidade. Na rocha do imperador Federico II, ficou preso o jurista Pier delle Vigne, em episódio citado na Divina Comédia, de Dante Alighieri, e seu domo do século XIII é famoso pela decoração “astronômica”.

Campello Sul Clitunno (Úmbria) – A alguns quilômetros de Spoleto, está próxima das célebres fontes de Clitunno, sagradas para os antigos romanos, e às margens de um pequeno lago cristalino, onde vivem pássaros e plantas. É notável também o castelo de muros ainda intactos no centro histórico, assim como a igreja de San Donato, com seu altar de madeira e o complexo monástico dos Barnabiti.

Related posts

Leave a Comment